Loading...

Pesquisar este blog

Carregando...

Translate

Últimas Notícias

SHOW DO COMÉRCIO

Leia, comente e recomende

Leia, comente e recomende

sábado, 30 de março de 2013

O BLOG RÁDIO CAMPINARTE APRESENTA - O QUE HÁ DE MELHOR PELAS COMUNIDADES

O BLOG RÁDIO CAMPINARTE APRESENTA - O QUE HÁ DE MELHOR PELAS COMUNIDADES

GARIMPANDO AQUI E ALI... VEJAM SÓ QUEM NÓS DESCOBRIMOS EM DUQUE DE CAXIAS...

SÃO TODOS "NOVOS" TALENTOS DO NOSSO MUNICÍPIO...
VALE A PENA DAR UMA CONFERIDA...

É POR ISSO QUE O BLOG SE CHAMA - RÁDIO CAMPINARTE - O SOM DAS COMUNIDADES...

terça-feira, 26 de março de 2013

Instituto Zeca Pagodinho

" O Instituto Zeca Pagodinho está em festa com a primeira participação de um aluno no novo espetáculo do Projeto Bem Me Quer Paquetá. Gabriel Areia, aluno do Instituto, está voando alto e estará se apresentando com a turma de Paquetá em seu novo espetáculo: Orquestra Jovem Paquetá em Concerto, que estará em cartaz no Teatro do Bennett, dias 27 e 28 de março às 19:00 e no Paquetá Iate Clube no dia 29 de março às 12:00.

Sucesso, Gabriel!"

segunda-feira, 25 de março de 2013

Ônibus bate em poste e complica trânsito em Duque de Caxias


Õnibus atinge poste na Avenida Presidente Kennedy, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. (Foto: Reprodução / TV Globo)
Um ônibus da viação Limousine Carioca bateu em um poste, na manhã desta segunda-feira (25), na Avenida Presidente Kennedy, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, próximo ao acesso à Linha Vermelha, no sentido Rio de Janeiro.
Por causa do acidente, o trânsito estava complicado na região em torno de 7h40. Por volta deste horário, não havia informações sobre feridos.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Duque de Caxias / Os moradores da Vila Canaã reclamam sobre a BARREIRA que ameaça a localidade


Os moradores da Vila Canaã reclamam sobre a BARREIRA que ameaça a localidade. Várias denúncias foram feitas à Prefeitura e Meio Ambiente, mas nada foi feito até o momento!
DEPOIS DA PORTA ARROMBADA NÃO ADIANTA COLOCAR FECHADURA... O pior pode ser evitado se houver uma ação para recuperar o local ...
(com dados da moradora Lekissandra Gianis)
Imagem aérea, mostrando o bairro de Vila Canaã. A barreira é vista de maneira clara, onde coloca em risco centenas de pessoas.
Imagem aérea, mostrando o bairro de Vila Canaã. A barreira é vista de maneira clara, onde coloca em risco centenas de pessoas.

terça-feira, 19 de março de 2013

Chuvas no Pq. Paulista / Duque de Caxias

Parque Paulista

segunda-feira, 18 de março de 2013

Chuvas em Nova Campinas / Duque de Caxias

Rua G c/ 18
Nova Campinas
Rua F
Rua 9

Idosos e doentes são resgatados de barco em bairro de Duque de Caxias


Idosos e doentes são resgatados de barco em Caxias (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)
O Corpo de Bombeiros utilizou barcos nesta segunda-feira (18) para resgatar moradores idosos e doentes de áreas alagadas no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A chuva forte que caiu na madrugada fez com que os rios Roncador e Saracuruna transbordarem, inundando ruas, casas e lojas da região.
Segundo o comandante da Defesa Civil de Duque de Caxias, coronel Silva Costa, os locais mais afetados foram os 3º e 4º distritos do município. Os bairros Parque Paulista, Santa Cruz da Serra, Bossa Nova, Jardim Anhangá e Chácara do Arcano foram os que mais tiveram problemas com as enchentes.
Segundo a Defesa Civil do município, 12 famílias, totalizando 54 pessoas, estavam desalojadas até as 15h30 desta segunda. Elas tiveram as casas invadidas por até um metro de água.... Foi o caso de Penha Luzia Duarte, que abrigada no terraço do imóvel de uma irmã, no Parque Paulista, precisou da ajuda dos bombeiros para tirar de sua casa inundada a mãe Luzia Aristotelina, de 93 anos, e a irmã Terezinha Rodrigues dos Santos, de 76 anos, que não consegue andar por sofrer de artrite reumatóide.

Água invade casas do 'Minha Casa, Minha Vida'/ No abrigo montado pela prefeitura de Duque de Caxias, no pátio da Igreja Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz da Serra, foram levadas 56 pessoas. Em balanço divulgado por volta das 15h30, o número havia caído para 54.
Ponte foi destruída pela chuva em Duque de Caxias da madrugada desta segunda-feira (18) (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)
A dona de casa Cátia Cilene Costa contou que a água chegou a um metro de altura dentro de sua casa. Ela é uma das 193 famílias que moram no Condomínio Santa Lúcia, no bairro Parque Paulista, construído pelo programa "Minha Casa, Minha Vida"... "A água inundou tudo. Perdemos tudo outra vez. Ganhamos as casas há dez meses, no Dia das Mães, como presente. Quase todos os moradores de lá vieram de áreas de risco, de lugares onde a chuva já tinha arrasado tudo", disse Cátia, que mora no imóvel com o marido e cinco filhos... "Agora que tinha montado minha casa de novo, perdi tudo outra vez. Por causa do forro do teto, não tivemos como erguer os móveis. Está tudo embaixo d'água. Saímos de madrugada com a roupa do corpo"... A vizinha Helena Rosa de Souza, técnica em enfermagem e que dividia a casa com mais seis pessoas entre filhos e netos, contou que esta foi a primeira grande enchente que viveu no local. Ela contou que começou a chover forte por volta das 4h e que, às 5h, sua casa já estava alagada... "Ainda salvei duas sacolas de roupas e alguns documentos. O resto está debaixo d'água. Meu filho voltou lá pela manhã para pegar o cachorro e disse que a água já estava baixando, estava na altura dos joelhos. Mas não teremos como dormir lá. Os colchões ficaram ensopados", lamentou Helena... Fonte - G1

ENCHENTE (Março de 2013) DUQUE DE CAXIAS

ENCHENTE EM NOVA CAMPINAS 2013 DUQUE DE CAXIAS

Comerciante de Caxias usa trator de entregas para resgatar moradores ilhados pela chuva

O comerciante Derli fechou as portas de seu comércio para ajudar no resgate de moradores ilhados
Moradores do condomínio Santa Helena, em Santa Cruz da Serra, bairro de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, ilhados por causa da chuva que atinge o Rio desde a madrugada desta segunda-feira, contam com a ajuda de um comerciante local para serem resgatados. A bordo de um trator, no qual faz entregas, Derly Luis da Fonseca, de 37 anos, já fez mais de 20 viagens, desde o início da manhã, para ajudar no salvamento.
Derly, que fechou as portas de seu comércio para ajudar, sai da Rua dos Coqueiros, e anda cerca de 800 metros de trator até a Rua da Ponte, onde fica o condomínio, que tem cerca de 195 apartamentos. No caminho, em alguns locais, a água está acima da cintura.

Uma idosa é retirada do condomínio Santa Helena, em Duque de Caxias
Uma idosa é retirada do condomínio Santa Helena, em Duque de Caxias Foto: Cléber Júnior / Extra

Andrea Barbosa Barcelos, de 40 anos, foi uma das moradoras resgatadas.
- A água chegou na altura da minha geladeira. Acordei com a água dentro de casa. Perdi tudo - disse, chorando.
No início da tarde desta segunda, os bombeiros chegaram ao local para ajudar no resgate

Chuva deixa abrigo debaixo d’água em Duque de Caxias

A forte chuva que atingiu o Rio, na noite desse domingo e madrugada desta segunda-feira, deixou um abrigo que cuida de 20 crianças, em Santa Cruz da Serra, bairro em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, debaixo d’água.
De acordo com Simone Hilário, de 42 anos, a diretora do Lar Beneficente Arco-Íris, que fica na Rua dos Coqueiros, a água invadiu o local por volta das 3h desta segunda. Às pressas, as crianças foram retiradas do primeiro andar, e levadas para o segundo pavimento do abrigo. A água chegou a meio metro de altura.
Ainda segundo a diretora, as camas do abrigo ficaram destruídas. Um parquinho onde ficam os brinquedos, e a área do campo de futebol estão debaixo d’água.
Simone Hilário faz um apelo por doações.
- Estamos precisando de água potável e produtos de limpeza - pede.

Moradores que se preparavam para voltar para casa em Xerém voltam a perder tudo


A rua da localidade Café Torrado, em Xerém, foi completamente tomada pela água
Quase três meses depois da tragédia de janeiro, Xerém, distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, ainda sofre com as chuvas. A água que caiu na madrugada desta segunda-feira encheu o rio Capivari e carregou casas que não tinham sido derrubadas da última vez. Segundo o prefeito Alexandre Cardoso, que esteve no local esta manhã, não há desabrigados. Até o momento, 30 pessoas estão desalojadas em Xerém e Santa Cruz da Serra.
A via virou praticamente um rio
A via virou praticamente um rio Foto: Fábio Guimarães / Extra
Os moradores contaram que a Rua Hilarino Souza Bastos desabou. Letícia e Eliel Muniz, que se preparavam para voltar para casa após as chuvas de janeiro, perderam tudo.
- Nossa casa ficou interditada na época, mas não recebemos aluguel social porque a nossa residência tinha ficado de pé. Passamos dois meses pagando aluguel do nosso bolso. No dia que voltaríamos para casa, ela caiu. - contou Letícia, mãe de Caio, de seis anos.
Alexandre Cardoso afirmou que 294 aluguéis sociais já estão sendo pagos para a população e que 30 ainda estão em análise. Ele disse que 80 casas foram demolidas em Xerém após a tragédia de janeiro. Um sistema de alerta com sirenes deve entrar em funcionamento até o final do ano.

Duque de Caxias, RJ, tem 60 famílias desalojadas pelas chuvas

Cerca de 60 famílias estão desalojadas no distrito de Xerém e no bairro de Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, cidade da Baixada Fluminense, conforme a Prefeitura de Duque de Caxias informou à Globo News, por volta das 11h desta segunda-feira (18). Não há notícia de vítimas nem de desabrigados (pessoas que perdem definitivamente suas casas).
As famílias desalojadas moram em cerca de 60 casas que ficaram ilhadas devido às chuvas fortes que caíram na noite de domingo (17) e na madrugada de segunda-feira, causando transtornos e alagamentos no Estado do Rio de Janeiro, principalmente na Região Metropolitana e na Região Serrana.
Na chegada a Xerém, era possível ver muitas casas ilhadas, conforme mostrou o Bom Dia Rio desta segunda-feira (18). Segundo o prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, desde janeiro havia de 150 a 160 casas em áreas de risco, das quais de 80 a 90 foram esvaziadas mas ainda faltam cerca de 60 ocupados, que, de acordo com ele, a prefeitura pretende esvaziar até o fim desta semana.
A área rural do distrito foi a mais atingida pelas chuvas nesta madrugada. O Rio Saracuruna, também em Duque de Caxias, que transbordou em janeiro, estava cheio nesta segunda por volta de 7h. O Rio Capivari, cuja transbordamento em janeiro causou três mortes, também estava com o nível de água alto.
A Defesa Civil montou dois postos de apoio em Xerém: na Praça da Mantiqueira  e na Rua Herculano.
Em Santa Cruz da Serra foram montados dois pontos de apoio: um na Igreja Assembleia de Deus, na Rua Paranaguá, 19, e o outro na Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição.

Casas do distrito de Xerém, RJ, ficam ilhadas após temporal


As ruas de Xerém, distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, ficaram alagadas com o temporal que atinge a região desde a noite de domingo (17). Já na chegada ao distrito, é possível ver muitas casas ilhadas, conforme mostrou o Bom Dia Rio desta segunda-feira (18).
A área rural de Xerém foi a mais atingida pelas chuvas nesta madrugada. O Rio Saracuruna, no centro de Duque de Caxias, que transbordou em janeiro, estava cheio nesta segunda por volta de 7h.

sábado, 16 de março de 2013

Crimes contra idosos crescem 8,7% no estado do Rio

O Instituto de Segurança Pública registrou 61.353 crimes contra maiores de 60 anos em 2011, contra 56.464 em 2010. O número é o maior da série histórica iniciada em 2002, quando houve 29.746 casos. Estelionato foi o principal crime, com 6.288 registros, seguido por ameaça (4.746) e lesão corporal dolosa (3.776)...

quinta-feira, 14 de março de 2013

Arrastão assusta motoristas na Rio-Magé, na altura de Caxias, RJ


Um arrastão assustou quem passava pela Rodovia Rio-Magé, na altura de Imbariê, Duque de Caxias, na Biaxada Fluminense, por volta de 5h40 da manhã desta quinta-feira (14). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 10 criminosos saíram de comunidades da região e assaltaram os motoristas na altura do km 138.

Chovia muito na rodovia no momento do arrastão e um caminhão colidiu na traseira de um veículo de passeio, fechando o acostamento e a pista direita da rodovia, no sentido Rio de Janeiro, na altura do km 137. Pelo menos uma pessoa ficou ferida após a colisão.

Às 6h40 a pista já havia sido liberada. Equipes da Polícia Rodoviária Federal fazem buscas pelos criminosos.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Julio Inocêncio TaeKwon-Do

Nova Campinas / Niedson (Ciclismo)

segunda-feira, 11 de março de 2013

Temporal do fim de semana destrói escola recém reformada em Nova Campinas

Prédio do refeitório destruído: força do vento arrancou telhado e abriu rachaduras no teto e nas paredes (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)
Prédio do refeitório destruído: força do vento arrancou telhado e abriu rachaduras no teto e nas paredes (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)
O temporal que atingiu o município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, neste fim de semana causou imensos estrados numa escola estadual recém-reformada, no bairro de Nova Campina, no terceiro distrito da cidade.
Ao chegar para as aulas na manhã desta segunda-feira (11), alunos do ensino fundamental da Escola municipal Senador Afonso Arinos - que funciona no prédio da Escola estadual Nova Campina -, professores e funcionários encontraram grande parte do prédio destelhado, com o refeitório inundado e o forro de algumas salas despencado.
Segundo a Secretaria estadual de Educação, o prédio foi todo reformado e a obra completamente entregue em dezembro de 2012. A reforma das instalações da Nova Campina custou R$ 1,8 milhão.
Rebaixamento de uma das salas também caiu (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)
Rebaixamento de uma das salas também caiu (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)
A chuva arrancou dezenas de telhas metálicas que eram revestidas de isopor e que cobriam os prédios do refeitório e o prédio das 16 salas de aula. Como o temporal ocorreu de madrugada, ninguém ficou ferido. Mas os vestígios dos estragos estavam por todos os lados.
A violência do vento atingiu parte da estrutura do refeitório, o que fez com que surgissem rachaduras de até três centímetros no teto e abrisse alguns buracos nos tijolos nos pedaços onde as estrutura das telhas eram fixadas.
Sem telha, a água se infiltrou pelo telhado e destriu parte do revestimento do teto de lambri de plástico de algumas salas de aula. Sem condições de trabalho, as aulas foram suspensas nesta segunda-feira.
No prédio estudam cerca de 550 alunos do ensino fundamental - do 6º ao 9º ano, no período da manhã e da tarde - e 640 alunos do ensino médio e de formação de jovens e adultos, no período da tarde e da noite.
A direção das duas escolas estão reunidas com representantes das secretarias estadual e municipal de Educação para decidir para que unidades deverão ser transferidos os alunos. Técnicos da Empresa de Obras do Estado (Emop) vão fazer uma vistoria no prédio e emitir um laudo, que deverá sair ainda nesta segunda-feira, informando se há ou não condições para a escola voltar a funcionar.
Técnicos da Defesa Civil de Duque de Caxias fazem uma avaliação dos prédios da escola na tarde desta segunda-feira e decidem pela interdição parcial ou total da Nova Campina.

Duque de Caxias / Em Nova Campinas - Casa Abrigo Betel precisa de ajuda


Esse é o telhado da Casa Abrigo Betel, onde caiu um raio, no domingo a noite. 
Estamos pedindo doações para a reconstrução do telhado, pois com a destruição, esta chovendo dentro do abrigo e os nossos abrigados não podem permanecer lá dentro, e piora, pois todos tem deficiência física e mental, e não compreendem o que esta acontecendo, e ficam chorando querendo ficar lá dentro a noite, afinal é a casa deles. 
Nós estamos colocando (eles) para dormir, no espaço que temos do lado, onde eles fazem suas atividades.
Temos que reconstruir com Urgência, pois nossas crianças tem que voltar para casa, quem puder ajudar ou vá ate o abrigo ou deposite o que puder na Caixa Econômica Federal, agencia 4095- CC 779175-0. — AJUDEM A CASA ABRIGO BETEL!!!!!!!

domingo, 10 de março de 2013

segunda-feira, 4 de março de 2013

Bruna Marquezine fala de sua infância em Duque de Caxias

Bruna Marquezine fala de sua infância em Duque de Caxias,
na Baixada Fluminense 
Foto: Alex Carvalho / Divulgação / Rede Globo


O morador da Baixada Fluminense encontrará, nesta segunda-feira, nas bancas dois jornais em um. O EXTRA lançou o caderno Mais Baixada. Pelo preço promocional de R$ 0,70 (de segunda a sábado), o leitor vai levar o EXTRA que ele já conhece mais o caderno com assuntos específicos da região, integrada por 13 cidades. Aos domingos, o preço do jornal continua R$ 2,50.
— A Baixada concentra uma parte importante de leitores do EXTRA e vem crescendo tanto economicamente quanto na oferta de serviços, educação e lazer. Vamos oferecer dois jornais em um: o EXTRA que todos já conhecem e o Mais Baixada, com tudo o que acontece na região — diz o diretor de Unidades Populares da Infoglobo, Luiz André Alzer.
O novo caderno circulará, de segunda a sexta, junto com o exemplar do EXTRA nos seguintes municípios: Nova Iguaçu, Caxias, Nilópolis, Mesquita, Belford Roxo, Meriti, Queimados, Japeri e Paracambi. O objetivo do Mais Baixada é explorar, sobretudo, o espírito comunitário dos cerca de quatro milhões de habitantes de uma das regiões que mais crescem no estado.
— O EXTRA nasce diariamente na Baixada, onde fica o nosso parque gráfico. Com o novo caderno, vamos reforçar, ainda mais, os nossos laços com a comunidade. Tudo com a nossa marca editorial: humor, boas histórias e informações úteis — afirma o diretor de Redação do EXTRA, Octavio Guedes.
O Mais Baixada tem a missão de falar diretamente com os moradores. Em pauta, sempre a abordagem de assuntos que fazem parte da rotina da população, com enfoque na cobrança de soluções das autoridades e na descoberta de temas de interesse local.
Para o editor-executivo Marlon Brum, responsável pelo caderno, é a oportunidade de a Baixada ter a sua voz amplificada:
— Com o Mais Baixada, não tenho dúvidas de que se inicia um novo tempo para Nova Iguaçu, Caxias, São João de Meriti, Belford Roxo e tantos outros municípios. É o EXTRA avançando ainda mais.


sexta-feira, 1 de março de 2013

O Multiplicador - Campinarte Cidadania


Atenção, atenção...Amigos do Campinarte...

Vem aí mais uma novidade...

O MULTIPLICADOR
Cidadania... Será seu principal assunto (dentre outros)...

Agora não posso adiantar maiores detalhes, mas...ainda em 2013...este ano...teremos na nossa folha uma seção totalmente voltada para a cidadania - O MULTIPLICADOR

É o Campinarte Dicas e Fatos cumprindo o seu papel na comunicação comunitária...

Estamos trabalhando para que o nosso informativo (a cada edição) seja no mínimo útil... Um informativo cada vez mais digno de você!

Leia Também

Mais uma boa dica do Campinarte

Mais uma boa dica do Campinarte
Mais de 2.000 livros gratuitos